Seguidores

sexta-feira, 9 de março de 2012

Lateral do Casarão de Nati Cortez.

Visão lateral da extinta Vila Cortez. Aos fundos, o Edifício Solar Cidade Alta que será vizinho ao Edifício Nati Cortez. Esta área está semi-demolida. Mais informações sobre Nati Cortez poderãp ser obtidas no blogue www.historianatividadecultural.blogspot.com
Frente da saudosa casa que Manoel Genésio Cortez Gomes adquiriu na década de 30 do século passado.

Edifício Nati Cortez.

Edifício Nati Cortez é o nome do prédio residencial que a a Construtora Itaúna, de Pernambuco, construirá na rua Felipe Camarão, 453, Cidade Alta, após a permuta com os herdeiros de Manoel Genésio e Maria Natividade Cortez Gomes. O prédio terá 20 andares com 66 apartamentos com dois quartos (uma suíte) e um banheiro social, cozinha, varanda e área de serviço. Será o terceiro edifício de grande porte construído numa das ruas mais antigas de Natal. A terraplanagem do terreno ocorrerá nos próximos dias, segundo informações.
 Olhem aí as meninas amigas de Ana Maria Cortez Gomes: Ana Maria Gurgel (Ana Lourinha), Zélia e Célia Lustosa Nóbrega. (foto superior). Foto inferior: Ana Maria Lourinha, José Alves (morador da área e amigo), Célia, Margarida Cortez Gomes de Queiroz e Zélia Lustosa, irmã de Célia (a que segura uma folha), na frente do muro do casarão que será demolido. Foto de Gonzaga Cortez.
Maria Natividade da Sylva era o seu nome quando solteira.Produziu este quadro aos 14 anos de idade, em 1928.