Seguidores

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Escritores homenageia Nati Cortez, Otto Guerra e Bartolomeu de Melo.


QUARTA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO DE 2012


UBE homenageiam a poetisa Nati Cortez.

Na programação da abertura do V Encontro de Escritores Potiguares, realizada na noite do dia 29 passado, no salão nobre da Academia de Letras do RN, constou a entrega de dois diplomas à família de Nati Cortez, na ocasião representado pelo seu filho, Luiz Gonzaga Cortez Gomes. A sessão foi presidida pelo escritor Eduardo Gosson. Dezenas de intelectuais compareceram à abertura do Encontro de Escritores do RN, que termina na noite de hoje, 31. A UBE/RN também homenageou os escritores (in memoriam) Otto de Brito Guerra e Bartolomeu Correia de Melo. O jornalista Franklin Jorge Roque fez uma bonita exposição sobre a obra de Nati Cortez no campo do teatro, poesia e prosa. Franklin era amigo da escritora homenageada desde jovem, frequentando a sua residência, na rua Felipe Camarão, 453, Cidade Alta, nos anos 80/90.
Escritores e familiares de Oto Guerra, como Marcos, Angela e Ana, representaram a família do professor, escritor, jornalista e líder católico, na abertura do encontro de escritores, no auditório da ANL. Em primeiro plano, os escritores Carlos Roberto de Miranda Gomes, Manoel Marques Filho, Francisco Alves da  Sobrinho. Representantes das academeias de letras jurídicas, de ciências contábeis, instituto histórico e instituto de genealogia, Adalberto Targino, Paulo Viana, Jurandir Navarro e Ormuz Simonetti, respectivamente, abrilhantaram a festa de abertura do encontro. Fotos de Italo Valério Pereira.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012


Viver

Natal, 25 de Outubro de 2012 | Atualizado às 16:27

Crônicas, imagens e traços de um passado praiano

Publicação: 25 de Outubro de 2012 às 00:00
Tribuna do Norte

O balneário mais badalado do litoral sul potiguar já foi uma pacata vila de pescadores, de acesso difícil e noites estreladas. Uma época hoje distante, que o jornalista e escritor Ormuz Barbalho Simonetti revive em "A praia da Pipa do tempo dos meus avós", com lançamento nesta quinta-feira, às 19h, na Academia Norte-Riograndense de Letras. O livro é uma reunião de crônicas em que autor resgata memórias pessoais e ao mesmo tempo conta a história de Pipa e a cultura de seus habitantes originais. Uma viagem no tempo com vista para o mar.
Emanuel AmaralOrmuz Barbalho Simonetti é um dos mais antigos veranistas da praia da Pipa
Ormuz Barbalho Simonetti é um dos mais antigos veranistas da praia da Pipa

Ormuz reúne crônicas escritas entre 2009 e 2012, publicadas em jornais locais e no seu blog. "Comecei a escrever sobre Pipa pelo fato de os guias turísticos trabalharem muito mal a história da praia. Resolvi desmistificar isso usando pesquisas históricas e a relação antiga de minha família com o local. Somos uns dos veranistas mais antigos de lá. Costumo dizer que eu já frequentava Pipa na barriga da minha mãe", diz. 

O autor vai longe, desde os franceses que navegavam o litoral em 1587 para traficar Pau Brasil, até os holandeses e os primeiros colonos portugueses. Ormuz Simonetti fala sobre a "saga" dos primeiros veranistas, que iam para a praia em carros de boi e fazendo picadas pela mata. "O veraneio em Pipa começou em 1926, após uma cheia que devastou Tibau do Sul em 1924. Minha mãe tinha três anos de idade quando foi a Pipa pela primeira vez", conta. A partir daí Ormuz aborda as rendeiras de bilro, a culinária praieira, a carpintaria naval do Mestre Francisquinho, a devoção a São Sebastião, a extinção dos tiradores de coco, a fauna e a flora da região, o Cruzeiro do Pescador, entre outras histórias. 

O livro também traz uma seção de fotos em que mostra Pipa de 50 anos atrás, ao lado dos mesmos cenários de hoje. As ilustrações são de Levi Bulhões. Os textos refletem os contrastes trazidos pelo progresso da Pipa, como a praia tomada por barracas, canos de esgoto, vendedores ambulantes, comércio desenfreado, e o problema das drogas. "Pipa só fica como antigamente à noite. É o horário ideal para os saudosistas", afirma. 

Serviço: Lançamento de 'A praia da Pipa do tempo dos meus avós'. Quinta, às 19h, na ANL, Rua Mipibu, Petrópolis. 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Sabedoria do mito e o mito do poeta maldito.


OO     O 


Cedida.



O encontro de outubro do projeto "Me explica, me ensina" acontece dia 30, às 19h, no Auditório B do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e receberá os professores Carlos Braga (DLLEM) e Alzir Oliveira (DLET) abordando o tema: A sabedoria do mito e o mito do poeta maldito.
 
O projeto é uma ação conjunta dos Departamentos de Letras (DLET) e de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas (DLLEM)  da UFRN que recebe todos os meses, dois professores para debater com os alunos, temas de pesquisa relacionados às diversas linguagens e suas teias.
 
Os interessados em participar da palestra podem realizar suas inscrições no local. Os participantes receberão certificados emitidos pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX).
 
Maiores informações enviar e-mail para: lebaziizabel@yahoo.com.br/.
 

domingo, 14 de outubro de 2012


CARTA  DO POETA FÉLIX CONTRERAS AO PRESIDENTE  DA UBE AGRADECENDO SUA ESTADIA EM NATAL

Em minha já longa vida literária, cultural, intelectual por tantos povos, cidades e países, nunca antes tinha recebido tamanha demonstração de  afeto, expressões de alto espírito, arte e sensibilidade, como as recebidas na cidade de Natal/RN. Aqui deixo meus agradecimentos saídos desta grande saudade que já sinto muito próxima aos grandes poetas Horácio Paiva, Eduardo Gosson e Diógenes da Cunha Lima, Lúcia Helena, Alberto Cícero (na sua Douce France), à Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, Carlos Gomes, Ormuz Simonetti, Betânia Ramalho (Secretária de Educação e  Cultura do Estado), Zelma Furtado (presidenta da Academia Feminina de Letras do RN – tão bonita na mesa de honra), Geralda Efigênia, Rubens Azevedo, Auzê Freitas, Janilson Carvalho e seus “Devaneios.”

Em minha ja loga vida literaria, cultural, inteletual por tantos povos, cidades e paises, nunca antes eu nao recebe tantas mostras de afecto, expresoes de alto espiritu, arte e sensibilidade como as recebedas nessa comunidade  amável e tão hospitalaria comunidade cultural de Na\tal R-N. Aqui deixo meus agradecementos saidos desta grande saudade que ja sinto muito prosima aos grandes poetas Horacio Paiva, Eduardo Gosson e Diógenes da Cunha Lima, Lucia Helena,Alberto Cícero (na sua sempre Douce  France, á ACADEMIA NORTE-RIO-GRANDENSE DE LETRAS,Carlos Gómes, Ormuz Simonetti, Betania Ramalho, Secretaria de Educaçao e Cultura do Estado,Zelma Bezerra (presidenta da Academnia Femenina de Letras de RN, tao bonita na mesa de honra)Geralda Ifigenia, Rubens Azevedo, Auzé Freitas, j
Lnilson Carvalho (e suos "Devaneios").

Teresinha Rosso Gomes, a  Gianine Costa que me presenteou com o maravilho livro sobre o seu pai, meu conterrâneo Isauro, ao pianista Humberto Muniz e suas mãos mágicas, a Natal,minha adorada cidade bela, hospitaleira e ao seu povo bom,Ormuz Simonetti(presidente do Instituto Norte-Rio-Grandense de Genealogia) Ana Maria Melo, Teresinha Rosso Gomes,Simone Silva e Mariana, também a Prefeitura Municipal de Ceará Mirim(Antonio Peixoto, e Edilson Rodrigues), Tribuna do Norte (Yuri e outros), Diário de Natal (Sérgio e outros), ao Toinho Silveira,  ao Hotel Holyday Inn (George Gosson) com suas janelas abertas a olhar o Atlãntico, Liége Barbalho que com muito amor e profissionalismo divulgaram este evento que ficará na memória desta região que olha o mundo desde A TORRE AZUL do poeta Horácio Paiva. Para todos de corpo presentes e não, meus beijos, abraços, mãos, pés, olhos e saudades.
                        FContreras


Theresinha Rosso Gomes, a Gianine Costa que me dio o maravilhoso presente de su libro sobre suo pae, meu coterraneo Isauro SAURO, ao pianista Humberto Muniz y suas maos bruxas, ao Natal, minha adorada Cidade Bela, Hospitaleira e suo povo hom,Ormuz Simonetti(Presidente do Institututo Norte-Rio-Gradense de Genealogia), Ana María Melo, Theresinha Rosso Gomes,SIMONE SILVA E MARIANA tambem á Prefeitura Municipal de Ceará-Mirim,(Antonio Peixoto e Edilson Rodrigues), Tribuna do Norte,(Yuri e os outros) Diario de Natal (Sergio e os outros, aos Toinho Silveira, ao Hotel Holyday Inn (George Gosson) com suas janelas olhando o Atlántico, Liege Barbalho, que com muito amor e profesionalidade divulgaram este evento ja para sempre fica na memoria desta regiao que olha o mundo desde A TORRE AZUL" do poeta Horácio Paiva. Para todos de corpo presentes e não, meus beijãos,abraços, mãos, pés, olhos e saudades.

                     FContreras   

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Cambraia, o mais famoso jornaleiro de Natal.


“LHÔ-LHOLÔ, DIÁRIO DE NATAL”


O título acima era o pregão de Cambraia, o jornaleiro mais famoso de Natal (foto), terror dos moleques desde o final dos anos cinquenta até meados dos sessenta.
Negro alto, com o ‘branco’ (esclera) dos olhos amarelado, calças cortadas na altura dos joelhos, camisão aberto no peito, passadas largas e voz tonitruante, o gazeteiro do Diário de Natal era um verdadeiro papa-léguas por todo centro da capital do Errigenê (o velho Grande Ponto) e suas adjacências, incluindo os bairros da Ribeira, Tirol e Petrópolis, além de logradouros como Baldo e Santa Cruz da Bica. As mães ‘terroristas’ costumavam sapecar a terrível advertência pra cima de meninos maluvidos:
“Lá vem Cambraia!”
Era mais ou menos pela ‘hora do anjo’, antes do seriado Jerônimo, o Herói do Sertão, retransmitido pela também associada Rádio Poti, que o jornaleiro do DN ganhava as ruas e a vida com seu inusitado e forte pregão.
Os adultos saíam porta à fora para comprar o famoso impresso e a molecada, na cola dos pais, ficava espiando, sobressaltada, aquela figura do tipo “pai-véio” de umbanda, figura imponente, de voz rouca, com um monte de exemplares dos Diários Associados inseridos numa capa de papelão debaixo do braço destro.
Cambraia foi a grande voz repercussiva das manchetes do DN nas ruas. Alardeava os feitos e proezas de Baracho, o Robin Hood do submundo natalense; clamou o assassinato de John F. Kennedy e fez estardalhaço com a morte de Caryl Chessman na câmara de gás, no estado da Califórnia (EUA).
A popularidade de Cambraia era tanta que, seguindo a onda do voto nulo e anárquico propiciado por personagens como o “Bode Cheiroso” (Jaboatão/PE) e o rinoceronte “Cacareco” (jardim zoológico de São Paulo), fez alçar o nome do jornaleiro do Diário de Natal para vereador, uma presepada da velha guarda da Confeitaria Cisne, sob o lema “Vamos à Praia com Cambraia”. Pura ironia para essas eleições do próximo domingo, 07 de outubro do ano da graça de 2012.
O tempo passou e os associados do Diário de Pernambuco, no mesmo período em que se relembra a matança de Cunhaú e Uruaçu (feriado local), no estilo do carrasco Jacob Rabbi, passaram o facão no Diário de Natal extirpando sua história, que também é um pouco da história da vetusta capital do Rio Grande do Norte.   
Contudo, na memória do tempo, lá pras bandas da travessa Capió, na Cidade Alta, ainda escuto a algazarra dos meninos e o grito de guerra do velho jornaleiro egresso lá do topo da ladeira da Poti:
- “Lhô-Lholô, Diário de Natal!”

(Graco Medeiros)

sábado, 6 de outubro de 2012

Encontro de Escritores do RN de 29 a 31 de outubro.


Escritora Nati Cortez  será homenageada pela UBE/RN, a primeira entidade cultural  potiguar a reconhecer a sua contribuição à literatura infantil  nordestina.



PROGRAMAÇÃO OFICIAL

V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES  – V  EPE
                         29 a 31 de Outubro de 2012

Coordenador Geral:
Eduardo Antonio Gosson

Coordenadores Adjuntos:
Anna Maria Cascudo Barreto (ICC)
Antonio Clauder Arcanjo (UBE-RN)
Carlos Roberto de Miranda Gomes (UBE-RN)
Diógenes da Cunha Lima (ANLRN)
Francisco Alves da Costa Sobrinho (UBE-RN)
José Lucas de Barros (ATRN)
Jurandyr Navarro da Costa  (IHG-RN)
Maria Rizolete Fernandes (UBE-RN)
Maurício Cardoso Garcia (SPVA-RN)
Ormuz Barbalho Simonetti (INRG)
Rosa Ramos Régis da Silva (ANLIC)
Zelma Furtado (AFL-RN)

Comissão de Divulgação
Alex Gurgel (blog Grande Ponto)
Cid Augusto (O Mossoroense)
Cefas Carvalho (PotiguarNotícias)
Cinthia Lopes (TN-Caderno Viver)
Dani Pacheco (O Jornal de Hoje)
Jania Maria de Souza (Blog da SPVA)
J. Pinto Júnior (TV Bandeirantes)
Lucia Helena Pereira (Diretora de Divulgação)
Maria Vilmaci Viana (blog Vivi Cultura)
Moura Neto (Novo Jornal)
Paulo Jorge Dumaresq (Assessor Especial de  Imprensa)
Sergio Vilar (Diário de Natal)
Yuno Silva  (Tribuna do Norte)

                      

                      V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES -  V EPE
                                          29 a 31.10.2012
                               PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Segunda-feira, 29.10.2012:
18h  - Lançamento da Antologia A Presença Feminina na Literatura Potiguar, organizado pelas escritoras
Zelma Furtado e Kacianni Ferreira
19h – Abertura Solene
 (Eduardo Gosson- Presidente da UBE/RN)
.homenagem ao Escritor Otto de Brito Guerra - Centenário com a entrega do  Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN (in memoriam).
. homenagem à Escritora de livros infantis Nati Cortez - 98 anos com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN ( in memoriam) e da Resolução nº 02/2012.
.homenagem ao Escritor José Bartolomeu Correia de Melo com a entrega entrega do Diploma de Sócio Honorário (in memoriam)
. homenagem ao grupo de teatro Clowns de Shakspeare pelos relevantes serviços prestados à cultura com a entrega de uma Placa.
20h30 -   Mestiçagem étnica e cultural da América Latina em Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez.  Tributo de homenagem
          (Profª Selma Calasans Rodrigues – UFRJ)

Terça-feira,  30.10.2012:
09h – A obra de Cascudo  e sua  Dimensão Universal
          (Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto, Prof. Diógenes da Cunha Lima e o Escritor André Salles)
Moderadora: Daliana Cascudo (LUDOVICUS)
10h30-  Literatura Infantil Potiguar: Realidade e Perspectivas
          (Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza e Salizete  Freire Soares)
           Moderador: Prof.José de Castro (UBE/RN)
15h- A Escritura de Bartolomeu Correia de Melo no Contexto Potiguar
             (Prof. Tarcísio Gurgel, Escritor Nelson Patriota e Escritor Manoel Onofre Jr)
            Moderador: Escritor Lívio Alves de Oliveira
16h30 -  A Literatura de Julio Cortázar
                (Profª  Valdenides Dias)
18h – lançamentos e relançamentos:
         – livros do Plano Editorial da UBE/RN 2012 (relançamentos)
         – lançamentos de autores potiguares
         – lançamento do livroCarta ao Presidente do escritor e jornalista Carlos Souza (UBE-BA)
         -Sarau com o grupo  Poesia Potiguar & Cia (Currais Novos-RN)
Quarta-feira, 31.10.2012
9h – Leis de incentivos fiscais  Djalma Maranhão (municipal) x  Câmara Cascudo (estadual): recentes alterações
 Advogada Camila Cascudo Barreto Maurício (Presidente da FUNCARTE) e  Profª  Isaura Rosado Maia (Sec.de Cultura/FJA)
Moderador: Francisco Alves  Sobrinho (UBE/RN)
10h30 – 1º Fórum Potiguar do Livro e da Leitura:
              (Os Planos Estadual e Municipal de Promoção da Leitura Literária nas Escolas Públicas)
(Profª Vandilma Oliveira (SEMEC), Profª Betania  Ramalho(SEEC) e Prof. Walter Fonseca(SME)
Moderador: Prof ª Claudia Santa Rosa (IDE)
15h -  Centenário do Escritor Otto de Brito Guerra
         (Prof. Marcos Guerra)

 16h30 –  Misticismo e Esoterismo em Fernando Pessoa
               (Prof. Carlos Morais dos Santos – Portugal)
18h -  Concerto para violão
          (Prof. Alexandre Atmarama – EMUFRN)
           .Bachianas (Heitor Vila Lobos)
            Brasileirinho
            .Pixinguinha
            .Hino Nacional Brasileiro

                                                          
……………………………………………………………………………………………………………………………….
 DATA: 29,30 e 31 de Outubro de 2012
HORA: 09h às 18h
LOCAL: Academia Norte-Rio-Grandense de Letras – ANL
              Rua Mibipu, 443 –Petrópolis – Natal/RN
INSCRIÇÕES:   Professores e alunos no Serviço de Supervisão Pedagógica da escola; escritores e público em geral na sede da Academia, no turno matutino,com o senhor Francisco Martins, até 15 de outubro de 2012.
Outras informações:   através do e-mail
Organização: União Brasileira de Escritores – UBE/RN
                          www.ubern.org.br

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Colégio dirigido por Madre Alves tem fim previsto.



Depois do fechamento do Diário de Natal, agora é o Colégio Imaculada Conceição que deverá fechar as portas em Natal.
Por acaso, os dois fizeram história na mesma avenida…até pouco tempo atrás, quando o DN se mudou para as margens do rio Potengi.

Leia manifesto do procurador da República, Marcelo Alves Dias, sobrinho de Irmã Carmem Alves, Madre Alves para a igreja católica, há tempos entre as religiosas que mantém a escola instalada na avenida Deodoro da Fonseca.
Do facebook:


Quarta-feira às 8:00 da manhã, todo mundo lá. Só sairemos quando o disserem que o CIC vai continuar aberto!
TODOS NA DEODORO DA FONSECA!
MANIFESTO EM DEFESA DO CIC
Recebemos uma informação de que as Irmãs da Congregação Dorotéia, que coordenam as escolas da Província Nordeste, cuja sede fica em Recife-PE, decidiram encerrar as atividades do Colégio Imaculada Conceição. Sabemos que elas não conhecem a dimensão social desta instituição educacional para a cidade do Natal.
Nós, EX-ALUNOS (AS), ALUNOS (AS), FAMÍLIAS, PROFESSORES, EX-PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS (AS), EX-FUNCIONÁRIOS, que vivemos e fazemos parte desta história, vamos abraçar o CIC. Não podemos nos calar e assistir ao fechamento das portas e encerrarem a história da PRIMEIRA ESCOLA PARTICULAR, PATRIMÔNIO DA EDUCAÇÃO da nossa cidade.
Nós, da sociedade natalense, temos o dever de lutar pela continuação do CIC, que desde 1902, com a abnegação das irmãs Doroteias, corpo docente e funcionários dedicados à missão de educar pela via do coração e do amor, formando gerações comprometidas com o espírito de família, com a justiça, com a solidariedade e a construção de uma cultura de paz, tendo em Santa Paula Frassinetti sua referência.
Dessa forma, sentimo-nos na obrigação de conclamar a todos aqueles que fazem parte desta história, para sensibilizar a CONGREGAÇÃO DOROTEIA pela manutenção do CIC, preservando a existência desta conceituada instituição de ensino na cidade do Natal.
Esta obra não pode acabar:
“CIC, 110 anos na história da educação de Natal, uma longa vida, uma linda história.”
Fonte: www.thaisagalvao.com.br - 02.10.2012.